Cindi (Doce, louca, desvairada canina)

2 mar

Quando sai de seu quintal,

corre feito um vendaval,

carrega a alegria da casa

e a espalha durante o seu trajeto.

 

Desvairada, louca!

Corre por sete vezes pela casa,

repetindo o mesmo caminho,

como se fosse um ritual.

 

Mas assim como um camafeu,

Branco puro, feito neve,

Doce branco, feito açúcar,

é a pequena canina desvairada!

 

Da mesma forma que desvaira,

mata-me de amores por olhos doces.

E por mais que realize seu maníaco ritual,

não há como não a amar!

 

Pequena fofa companheira.

Que ao mesmo tempo que é  doce,

melosa, pura branca feito neve,

Se faz de maníaca, louca e desvairada canina.

<3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: