Arquivos | Crise existencial Feed RSS para esta seção
8 jan

“Sempre precisamos de alguém. Alguém que possamos cuidar e que também cuide de nós. O nome disso é sobrevivência. E quando você cuida e se encanta, o nome disso é amor. E o amor faz você fazer coisas idiotas, faz você ser idiota. Mas você não liga. Você não quer se importar com isso, porque nada disso realmente importa quando você ama. Nada mais importa. “

Partiu.

28 dez

2011 está no fim! E que venha 2012!!!

2011 foi, sem dúvida, o ano mais estressante e cansativo que já tive! A pressão de ser uma vestibulanda e de ter que fazer provas que chegam a ser torturantes, certamente fizeram com que muitos assim como eu tivessem muitas dores de cabeça!! Mas mesmo sendo assim passou, não passou?! Tudo o que fazemos na nossa vida nos serve de lição para algo, e esse ano a lição que tivemos que aprender foi de que se você realmente quer algo para a sua vida você vai ter que correr atrás e vai ter que se esforçar até quando achar que não tem mais forças (e paciência) para continuar. E apesar de todos os problemas e complicações que 2011 possa ter trazido, ele vai ficar na memória, COM CERTEZA!

Vou sentir falta de tudo ano que vem: do colégio, dos professores, dos amigos, das situações. Mas sentir saudades é bom. Significa que valeu a pena.  Significa que você aproveitou, gostou, se apegou de alguma forma, caso contrário você não sentiria falta. Cada um agora segue o seu caminho, alguns vão seguir um caminho paralelo ao seu e vocês vão sempre lembrar um do outro. Outros vão seguir caminhos perpendiculares ao seu, vão cruzar com você alguma hora, mas vão continuar seu caminho. Aqueles que seguirem seus caminhos, mesmo distantes do meu, mas mesmo assim não perderem o contato, vou chamar aqui de amigos. São aqueles que pretendo nunca esquecer e nunca deixar de manter contato! Afinal, amigos quando são amigos de verdade não importa onde estejam, com quem estejam, para onde forem e o que fizerem de suas vidas, vão estar sempre com você e vão sempre lembrar de você! Esses agente nunca esquece. Nunca mesmo. “A vida é como um livro, alguns amigos estão em uma página, outros apenas em um capítulo, mas os verdadeiros estão na história inteira”  ♥

Bem, Estou saindo de viagem amanhã cedo. Viagem que vai durar o mês de Janeiro inteiro e na qual pretendo me organizar! No início eu não queria ter que fazer essa viagem, mas acho que no final das contas vai ser legal. Vai ser bom relaxar um pouco e organizar meus pensamentos.  (Vou sentir muitas saudades, mas quando eu ver já terá passado o mês inteiro!)

Por este motivo vou me antecipar em alguns dias e desejar um Feliz Ano Novo para todo mundo! Que 2012 seja um ano maravilhoso, que você possa realizar seus sonhos e suas vontades e que nada te impeça de seguir seu coração. Se 2012 for o fim do mundo ou não, pouco me importa, vou vivê-lo com todas as forças e fazer dele o melhor ano de todos. E espero que vocês façam o mesmo!

Feliz 2012 pessoal!

E esse foi o ultimo post do ano de 2011 no minha sombra me persegue!

 ♥

Sentimentos

3 dez

Sentimentos são coisas complicadas. Na minha opinião talvez sejam as coisas mais complicadas da vida, porque não basta só sentir, você ainda tem que interpretar, lidar com eles e é aí que todo mundo acaba cometendo algum erro.

Sentimentos e emoções sempre fizeram parte da minha vida. Minhas emoções sempre se mostraram intensas. Se eu amo, eu amo e não tenho dúvidas disso. Da mesma forma que isso tudo faz com que eu me magoe de verdade às vezes, quebre a cara mesmo, não consigo me afastar disso tudo. Qual seria a graça da vida sem algumas paixões, um amor de verdade, alguns tombos de vez em quando?

As pessoas tem medo dos seus sentimentos. Reformulando, elas tem medo de não saber lidar com eles! E pior do que isso, você tem que saber lidar também com o que os outros sentem, aí sim começa o verdadeiro problema! Todo mundo é um pouco egoísta, todo mundo já achou um dia que o que as outras pessoas sentiam não tinha tanta importância assim, ou não era tão forte, porque você é quem sabia sentir! Todo mundo já fez isso um dia e vai continuar fazendo isso várias vezes ao longo da vida. É normal…

Saber lidar com os sentimentos das pessoas e com os seus também é uma tarefa árdua e muitos vão desistir pelo meio do caminho. Aqueles que continuarem a lutar vão quebrar a cara, vão se magoar, vão sofrer, vão chorar sempre que a saudade bater e se tornar sufocante!! Mas tudo isso faz parte de encarar viver suas emoções e dar atenção aos seus sentimentos.

Eu por exemplo, sou uma pessoa extremamente ansiosa e imediatista, principalmente quando se trata de sentir e viver o que sinto. E o que me aconteceu? Estou vivendo um momento da minha vida que tudo o que eu posso e tenho que fazer é confiar e ter paciência. Muitas pessoas, se estivessem no meu lugar, teriam desistido assim que as coisas começassem a ficar difíceis e complicadas. Eu não, eu ainda estou aqui. Não digo que está sendo fácil, porque não está nem um pouco, mas no final das contas tudo, toda a espera, todo o choro, toda a tristeza e toda a saudade vai valer tanto a pena que eu nem vou me lembrar do que tive que passar para conseguir ser feliz!

Não quero aqui ficar falando o que é o amor e como ele é lindo e maravilhoso, porque ele não é nada disso. Ele é muito melhor, e só quando você amar de verdade alguém você vai entender o porque que em todas as lendas, todas as histórias de amor contadas pelos grandes escritores, todas as lindas histórias de hollywood que você já sonhou viver, tem sempre alguém fazendo de tudo pra ser feliz, mesmo quando a felicidade parece estar longe. É só nessa hora que você vai entender.

Você pode estar pensando, “Quem é você pra falar sobre o amor?Você só tem18 anos,  não viu nada dessa vida ainda”. Mas sabe de uma coisa? E daí? Eu acho que eu nunca vou saber a fórmula secreta e nunca vou ter cacife pra falar sobre o amor. Eu vou ter 78 anos e vou continuar cometendo os mesmos erros tolos, e vou continuar me apaixonando da mesma forma. E essa é que é a graça de tudo isso! É o que torna a vida especial.

Como dizia Shakespeare, “Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito”.

E eu escolhi o que eu ia fazer a respeito. E você, já escolheu?

——————————————————————————————————————————————————————

Dizem que quando você fica com uma música muito tempo na cabeça, ou se encanta com uma musica e não consegue parar de escutá-la é porque ela diz alguma coisa com a qual você se identifica. Portanto está aí a trilha sonora para este post. Essa não sai da minha cabeça (:

Say what you want to say about it.

28 nov

Some people would say that I’m just being a giant and ridiculous drama queen. Other people would say that I’m only overreacting what I’m feeling and getting affected by the drama club’s soul.  Say what you want to say, ’cause only I know what I had gotten through. Only I know what I felt that moment. Only I know what I’m living…

Everybody will (always) say that they know what you’re going through. They’ll always claim  they know how you feel. No, they don’t know.

It’s too complicated for me to explain. It’s too intense for me to “just forget”, (’cause I’ve already tried, and I failed really bad!) And do you know which is the worst part? Many people wouldn’t understand, even if I tried to make them understand my reasons.

I felt in love. In such a strong, intense, overwhelming and devastating way that I’ve changed who I am (used to be) and the way I used to live my life, just in the will to live this love.

I still ask myself, (in a lot of moments) “Where did I went wrong? Where, in the middle of my way I have stumbled ?” ‘Cause you know… It didn’t went the way I really wished and imagined.

I prefer to imagine that this just isn’t the end yet.  Do you know that one part in the movie when every little thing goes wrong and then in a magic and beautiful way everything turns out right and the two characters can stay together? I like to think I’m living this part of my movie… Yeap! I’m still hopeful. What I felt with that hug you gave me was breathtaking, and now I really know what love really means. What I (we?) feel is too intense for me (us?) to leave dying in the shade, isn’t it?

I really like to believe in that, you know… I just don’t know why, but I still wait… I will be waiting for my love story to end just the way I expected… For the time I’m suppose to. For the time I’m able to.

Desabafo.

22 nov

Sabia que eu realmente estou tentando? Que eu não sei como deveria agir, o que deveria ou não mandar, o que eu deveria ou não falar? E que quanto mais essas coisas passam pela minha cabeça, mais eu fico confusa? Sabia que eu não gosto de dormir na hora? Eu gosto é de ficar conversando por horas antes de dormir, perder o sono de vez em quando…mas só com você. Sabia que eu tenho medo de apertar o “send”? Na verdade eu tenho medo é do que você pode responder… Tenho medo é de receber pontos no lugar de carinhas, medo de perceber que tudo já ficou seco e morreu e que eu não sei o que fazer pra consertar. Quanto mais eu tento consertar, mais eu quebro (Pareço até uma criança de 5 anos, que estraga tudo).

Está bem, está bem… Eu estou com medo…Com muito medo… Ai está bom! Estou apavorada! Apavorada de acabar estragando mais ainda o que já está condenado. Apavorada de considerar que posso perder o que eu ainda tenho de você…

Se você leu isso…Me desculpa, talvez eu não devesse ter falado tudo isso…

Isso se você leu, não é?!

Está bem.

C’est la vie.

20 nov

Acabavam os vestibulares e quando todo o estresse e a euforia do fim de ano chegava ao seu final eu pensei comigo mesma: “acabaram meus problemas”. Eu estava errada.

Estar no terceiro ano me ensinou uma habilidade nova: a de usar o estudo como forma de esquecer meus problemas pessoais. Por certo lado foi uma coisa muito boa, afinal o que eu precisava esse ano senão estudar, certo?

Segundo minha irmã existem três tipos de pessoas: As que usam os estudos para esquecerem seus problemas, as que usam seus problemas para esquecerem o estudo e as que o estudo é o problema!

Durante esse ano pude ver pessoas que se encaixam perfeitamente na teoria da minha irmã! Eu que fui, sou e (provavelmente) sempre vou ser nerd, me encaixo no primeiro caso, ou pelo menos me encaixava. A maioria esmagadora das pessoas usam seus problemas como desculpa para não cumprirem suas obrigações. Não cabe a mim, claro, julgar as prioridades de cada um, até porque tem situações em que os problemas são tão sérios que não há quem consiga ignorá-los.

O que eu quero dizer é  que desculpas SEMPRE vão existir. Em qualquer situação, você sempre vai ter uma desculpa fresquinha, saída do forno, para usar. (Até eu na minha nerdice faço isso). Mas aí é que tá… Até quando você vai poder arranjar desculpas pra tudo?

Problemas todos tivemos, temos e vamos ter na nossa vida. O que muda é a forma como lidamos com eles…

Esta foi uma coisa que eu aprendi e cresci durante esse ano: Como lidar com meus problemas.

Muitas coisas aconteceram nesse ano, boas e ruins. Em Alguns casos eu só queria fechar os olhos e perceber que tudo não passou de um pesadelo, que era tudo coisa da minha cabeça… Seria tão mais fácil assim não?!  Eu posso até querer que fosse assim, mas as coisas não são assim e eu tenho que erguer a cabeça, engolir o choro e tentar colocar um sorriso no meu rosto. Nem todos os problemas você vai poder resolver, a maior parte deles, na verdade, talvez você nunca resolva, simplesmente porque alguns problemas não tem solução, ou tem e você nunca vai achá-la. E o que fazer nessas horas? Eu não sei… Seguir em frente talvez, ou quem sabe em algumas situações insistir seja a solução. Quando eu descobrir eu te aviso, combinado?

Muitas pessoas que você ama vão te magoar, algumas pra valer, mas é pelo fato de que elas te amam que você vai saber que não é de propósito que elas fazem isso. Caso contrário elas não te amariam. Algumas pessoas vão sair da sua vida de uma forma tão discreta que quando você se der conta vocês já serão estranhos um ao outro, isso se você chegar a dar pela falta (claro). Algumas vezes você vai se sentir sem amigos e achar que tudo conspira contra a sua felicidade e quando você menos perceber estará rodeado de melhores amigos, falando besteira, rindo, se divertindo e bebendo em algum barzinho.

É triste pensar nisso tudo. É triste pensar que o ano já está no final, que meu terceirão chegou ao seu fatídico e inevitável fim… Você sempre se arrepende de coisas que fez, outras que deixou de fazer. Horas que você devia ter ficado calado e só escutado, outras que você deixou de falar o que queria por medo… Mas não há como voltar no tempo e mudar suas escolhas, o jeito é aprender com os seus erros, pra que não os cometa novamente. Tudo o que começa termina um dia. E termina por um único motivo: para deixar que outra coisa comece! A única coisa que você sempre deve ter é esperança. “Não se deve perder a esperança em nada na vida se existe alguma chance de dar certo”.

E se algum dia você cair estatelado de cara no chão, levante-se, tente sorrir e continue. A vida não para (que clichê, mas é verdade). E esta é uma coisa que você nunca vai poder controlar, se acostume.

Eu estou tentando me acostumar com essa ideia.

C’est la vie. Habituez-vous.

Ponta cabeça

2 jul

“Quando tudo parece ter perdido o sentido e você se vê sem chão, procurando por soluções inexistentes para agradar os olhos do observador e os ouvidos do ouvinte, é que se percebe que nem toda opinião alheia é válida e que talvez eles só estejam lendo o livro de ponta cabeça. Mas eles querem lê-lo de tal forma, caso contrário qual seria o próximo  tópico do debate?”

Contagio.

9 abr

Na tentativa de encontrar a mim mesmo, encontrei na vida, tipos clássicos de futilidades capitais que de tal forma se mostram tão cegos à própria vontade que se tornam ignorantes. A ignorância é contagiosa. Ela irradia das pessoas que tentam mostrar-se tão certas do mundo a ponto de contagiar aquelas que porventura ainda tenham dúvidas sobre seu propósito existencial.

A inteligência tenta ser contagiosa,mas em vão. A ignorância é simples, despreocupada e cheia de falso esplendor. A inteligência cansa, preocupa-se, mas é verdadeira.

A ignorância* é a preguiça dos egos inflados em sua forma mais pura.

*trata-se aqui por ignorância não a falta de encaminhamento e sim a falta de uso do mesmo.

(Alguns) Casos de Família

2 jan

Acordam. Gritam daqui, gritam de lá. Ferroam-se daqui, mordem-se de lá. Todos se ferroando mutuamente, para ver quem vai desistir primeiro. Ao mesmo tempo o sentimento de raiva e rancor tenta se transformar em amor, que fica guardado no fundo, para não demonstrar o medo, a insegurança, e a mágoa que se forma todas as manhãs quando o ciclo recomeça.

Nos outros dias tudo se repete, não há trégua, não há ternura, não há o mínimo espaço para reconciliações. A ganância e o egoísmo é mais forte. E assim eles seguem, sem nunca pensar que tudo se vai um dia.

Mas assim como no fim do expediente, a solidão bate nos corações solitários e os faz perceber que se estão sozinhos é porque eles próprios aproximaram a solidão de si, a ponto de torná-la sua melhor amiga.

Quando chegam em casa, nessa milagrosa vez, olham para si, olham para os outros e percebem que tudo era bobagem e que as ferroadas não podem ser mais dadas. Assim como a abelha que ferroa e logo após morre, as ferroadas matam quem as ferroa e quem as recebe.

E eles continuam sozinhos, até o dia em que percebam que não são abelhas, são pessoas, e não precisam de tantas ferroadas.

Crise!!!!

30 nov

From thathaveiga.wordpress.com

———————————————————————————

Sou adolescente!! Tenho opinião, tenho direitos. ME OUÇAM!!!

Quero liberdade! Fazer o que quiser, planejar meus próprios horários, comer o que quiser, quando quiser, porque quero!!

Quero liberdade de expressão, liberdade literária, liberdade de opinião, liberdade nos meus atos, nas minhas escolhas. São minhas escolhas!!

Cansei dessa ditadura familiar, desse estresse diário, dessas reclamações, desse iogurte estragado! Cansei de ter que ter uma explicação para tudo! “Eu fiz. Eu não fiz.” Simples, explicativo, suficiente, não?!

Quero liberdade. FREEDOM!!! FOR GOD SAKEN!!

Mas eu “só tenho 16 anos” e isso é só mais uma coisa que vai para a minha lista de sonhos adolescentes. Afinal… Eu tenho que desligar o pc!!! ¬¬’

“Já vaaaaaaaai mamãe!!!!!!!”

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.